Os Passeios

Passeios de Natureza

Ao sabor das águas e da corrente, por locais que só se costuma ver em postais ilustrados e nos documentários de televisão.

Os "Passeios de Natureza Rio-a-Dentro" dão a descobrir algo que não se pode observar em muitos lugares do mundo.

Um composto único de natureza: rio, canais secundários, ilhas, recantos mágicos, lugares únicos, árvores e plantas sem fim, aves das mais diversas espécies e cavalos nas ilhas e praias.

No percurso do Rio
No percurso do Rio

Fazem-se sem pressas, sem stress, ziguezagueando por entre ilhas, ilhotas e bancos de areia, vendo bem de perto a fauna e flora, tudo calmamente. Afinal, temos 2h30, tempo suficiente para fazer um passeio e descobrir o Rio Tejo. Tudo isto, sempre rodeados de conforto e de natureza.

  • Duração:
    2h30m
  • Horário:
    10h30 - 13h00, 14h30 - 17h00, 17h30 - 20h00
  • Participantes:
    até 12 pessoas por barco
  • Dias da semana:
    Sábados e Domingos
  • Custo:
    €25,00/pax

Embarcamos no "Rio-a-Dentro", no Cais do Escaroupim ou na Marina de Salvaterra de Magos. Depende sempre da maré e da hora do dia. Vamos ao sabor das águas e da corrente, silenciosamente por entre as margens verdejantes de salgueiros e freixos.

Ziguezagueamos por entre ilhas, bancos de areia e canais secundários. Só assim podemos visitar aqueles lugares que parecem o paraíso. Cavalos a pastar livremente nas ilhas, centenas de aves de diferentes espécies e peixes a saltar no rio. Locais que só se costuma ver em postais ilustrados e nos documentários de televisão.

Se a maré permitir, navegamos por entre ilhas e canais secundários, locais perdidos no tempo onde raramente alguém vai. Tudo para ver alguns dos muitos "recantos mágicos" que o Rio Tejo nos reserva e onde habitam, nidificam ou pernoitam centenas de aves.

Navegamos pelas Ilha das Garças, Ilha dos Cavalos, Ilha dos Amores, entre outras. Passamos pela "Aldeia Avieira" da Palhota, Escaroupim e chegamos até Valada. E descemos pelo rio, até ao "Porto da Palha" e ao "Mouchão da Casa Branca", a ilha onde podemos ver, em estado selvagem, os potros Lusitanos da Coudelaria de Alter Real. Com sorte, até conseguimos conhecer a "Praia Doce".

Poder assistir, no entardecer, ao regresso das Garças-Boieiras à Ilha das Garças, é simplesmente maravilhoso. Navegar no Rio-a-Dentro e ver as garças, bando após bando, voar bem perto de nós a caminho da ilha. Uma maravilha!

No Cais do Escaroupim, ao pôr-do-sol, há quem se apaixone todos os dias. Pelo rio, pelas aves, pela natureza, pela vida. Experimente aqui vir e sinta o que acontece depois.

Observação de Aves

No "Rio-a-Dentro", conseguimos fazer uma melhor observação. Como o barco é silencioso, conseguimos não só chegar mais perto de algumas espécies de aves sem as assustar, como observar a outras que dificilmente são detectáveis a partir da margem. Observá-las desta forma e em todo o seu esplendor, só é possível Rio-a-Dentro.

Embora Escaroupim (Salvaterra de Magos) fique a menos de 40 minutos de Lisboa, esta é uma zona praticamente desconhecida e inacessível para a grande maioria dos amantes e observadores de aves.

Para quem gosta de observar aves, este troço do Rio Tejo ao longo de todo o ano é um verdadeiro paraíso. São muitas as espécies que se podem avistar, mas as mais comuns ao longo do ano são: Garça-Branca-Pequena, Garça-Real, Garça-Vermelha, Garça-Laranja (Papa-ratos), Garça-Nocturna (Goraz), Corvo-Marinho, Milhafre-Preto, Águia-Pesqueira, Águia-de-Asa-Redonda, Águia-Calçada, Cegonha-Branca, Colhereiro, Pato-Real, Íbis-Preta, Guarda-Rios, Abelharuco, Andorinha-das-Barreiras, e Bispo-de-Coroa-Amarela.

Entre Março e Julho, nidificam em colónia na Ilha das Garças, milhares de indivíduos de várias espécies: Garça-real, Garça-Boieira, Garça-Branca-Pequena, Colhereiro, Garça-Nocturna (Goraz), Garça-Laranja (papa-ratos), Íbis-Preta. Mas também se pode ver a nidificar Milhafre-Preto, Cegonha-Branca, colónias de Abelharucos e de Andorinha-das-Barreiras. É verdadeiramente incrível assistir a este espectáculo da única natureza que é poder ver a colónia durante a época da nidificação.

Mas, uma regra é fundamental: o bem-estar das aves sobrepõe-se à vontade de as observar a todo o custo, principalmente na época de nidificação. Deixamos sempre uma distância razoável - entre 10m, 15m – da ilha, para não incomodar as aves. E nunca desembarcamos na ilha. É isso que recomendamos a todos.

A Ilhas das Garças é uma pequena ilha (-0.5 ha) do Rio Tejo em frente à Aldeia do Escaroupim, Salvaterra de Magos. É referenciada pelo Turismo de Portugal, no Roteiro Turístico - Turismo de Natureza, Observação de Aves (PDF 10.758KB), na página 19, como nome de "Ilha do Escaroupim" (39º 4’N 8º45’W).

Expedições Birdwatching

  • Duração:
    2h30m
  • Horário:
    das 10h30 às 13h
  • Participantes:
    até 12 pessoas por barco
  • Custo:
    €25,00/pax

Navegar Rio-a-Dentro

Passeios Privados

Se gostava de fazer uma experiência diferente, surpreender alguém com um passeio romântico a dois ao entardecer, comemorar um aniversário, fazer uma despedida de solteiro, ou até navegar pelo Rio Tejo, só com o grupo de amigos mais chegados, porque não o faz?

Estes são alguns motivos para ter um "Passeio de Natureza" diferente, mas há muitas outras razões e ideias para vir fazer o seu "Passeio Privado Rio-a-Dentro": observar e fotografar aves, descobrir o rio, a natureza, conhecer as ilhas, os cavalos, as aldeias Avieiras, ou simplesmente navegar em silêncio neste rio, que mais parece um paraíso.

O "Passeio Privado Rio-a-Dentro" pode ser em exclusivo para si, mas pode ser para mais uma ou duas pessoas, ou mesmo para a sua família ou para um grupo máximo de 12 pessoas (lotação máxima de um barco). Mas, podemos fazer em mais que um barco, se reunir ainda mais amigos.

Seja qual for o objectivo que tenha em mente, acredite que é muito fácil ter o seu "Cruzeiro Privado Rio-a-Dentro". Só tem que escolher o dia, a hora e reservar o "Rio-a-Dentro". À hora marcada estaremos no cais à sua espera. Liberdade para navegar é o que a Rio-a-Dentro permite às suas ideias.

Passeios de Grupo

Navegar, passear, fotografar, conversar e conviver é uma experiência que se deve partilhar, sempre. É muito bom poder juntar um grupo de amigos e convidá-los a fazer uma "Expedição Rio-a-Dentro". Acompanhado, é multiplicar a alegria e o prazer da descoberta, pelo número de participantes.

O número máximo de participantes por barco é de 12, mas se tiver um grupo de amigos mais numeroso, não se preocupe. Temos outro barco disponível e será um prazer tê-los todos a bordo.

Com um grupo mínimo de 6 amigos poderemos organizar um passeio privado, durante um dia da semana, à sua escolha. Mas não vai ser difícil encontrar 12 amigos que queiram fazer a "Expedição Rio-a-Dentro".

Como navegar abre sempre o apetite, poderemos organizar um lanche a bordo para todos. Sabe sempre muito bem ir petiscando ao longo do passeio. Podemos também reservar-lhe mesa num restaurante, em seu nome, e não paga mais por isso. Ao chegarmos, só tem que desembarcar e ir almoçar, que está tudo tratado.